Preciso definitivamente não precisar de você...

Por mais que todas as terapias do mundo, todas as auto ajuda do universo e todos os amigos experientes do planeta me digam que preciso definitivamente não precisar de você, minha alma grita aqui dentro que, por mais feliz que eu seja, a festa é sempre pela metade.
É você quem eu sempre busco com minhas gargalhada alta, com a minha perdição humana em festejar, porque é preciso festejar, com a minha solidão cansada de se enganar. 
- Tati Bernardi. 

Sou pura confusão...

Sabe quando você começa a gostar de alguém que, involuntariamente, não faz questão de saber das outras pessoas, das outras coisas, do resto? Acho que isso tudo mundo sabe, quer dizer, eu acho que sim.
Porque não estou falando de amor, mas eu queria que fosse. Porque se eu falasse de amor, significaria que eu teria um. Há um tempo atrás, me dediquei a amar uma pessoa, depois de muito tempo lutando para esquecer outra. Sou pura confusão, eu não sei como é possível ser assim. A verdade é essa, a gente busca algo que nos faça bem. Embora haja riso, mas quem liga?
Parecia uma doença, mas eu não sabia o nome. Eu amava tanto que, se fosse possível, iria para o inferno por causa dela. 
A amei tanto, que ela resolveu ir embora, supostamente assustada. Mas, isso foi bom. Abriu meus olhos, depois de todo o processo para ficar em pé novamente. Dou tanto, ardeu por dias, senti a falta dela por meses que achei que não suportaria essa. Mas, não era amor, era loucura. Ela as vezes me inspira. Porque embora eu tenha uma certa dificuldade em me expressar, quando escrevo, eu sei que no fundo é para ela.
Mesmo que ela não saiba, não leia, não encontre nossas historias sendo narradas por outras bocas. A gente fica vulnerável quando começar a gostar demais, quando corre o risco de virar amor. Você torce para sair dessa sem se machucar tanto.
Dessa vez, não deu. As vezes me lembro dos hematomas, das noites em claro  e das olheiras como brinde fazendo parte do ciclo.  Ela desapareceu e me fez esperar, porque disse que um dia voltaria. Eu me apeguei aquelas palavras que ela me disse, mas agora esqueceu. E eu não esqueci. Mas, superei. Hoje, gosto mais de mim. E um pouco menos dela.
- Backather, Stupid

Primeira Resenha do Livro: No Mundo da Luna


Nome: No Mundo da Luna
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Número de paginas: 476
Sinopse: A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

A gente não conhece uma pessoa até saber o que ela gosta de ler.
 Passei varias e varias noites dormindo muito tarde pois eu não conseguia parar de ler esse livro. Baixei ele em PDF em meu celular, e em todos os cantos que eu ia, e quando eu podia eu estava lendo e grande parte do tempo sorrindo por acontecimentos legais no livro.

Igor nunca entendera a minha relação com a comida. Eu não divido, Nunca
Luna é uma jornalista recém-formada que trabalha como recepcionista na revista Fotos&Furos.
Tem uma amiga chamada Sabrina com quem dividi o apartamento.
Luna é de família cigana, porém não acredita muito nas coisas que envolvem os ciganos.
O carro de Luna vive mais na oficina do que com ela. Luna desejava muito ter a oportunidade de ter sua própria coluna na revista. Mas como nem tudo é como queremos que seja, ela consegue ter uma participação maior na revista onde trabalha, mas a coluna que ela começa a escrever é sobre horóscopo, e para deixar de ser apenas a recepcionista ela faz tudo do seu jeito.
Mas infelizmente nem tudo sai como o planejado.
A gente não conhece uma pessoa até saber o que ela gosta de ler.
Em alguns aspectos me identifiquei com a personagem Luna, muitas vezes cabeça dura (e eu assumo que sou assim muitas vezes risos) e engraçada, além da sua personalidade.


- Não me pertença, me escolha. Me deixa ficar do seu lado.
 A avó de Luna é uma pessoa que não aceitava o fato de sua filha ter se casado com um homem não-cigano e além disso, seus netos terem sidos criados por ele. Mas de qualquer forma ela não desiste de tentar colocar a neta em seu lugar certo, como dizemos:"mostrar a Luna, suas verdadeiras origens"


Quando te convidam para entrar no paraíso, é loucura se recusar, por isso fiquei abraçada a ele.
Sabrina acredita nos poderes de Luna, mais do que a própria, e muito acredita no seu horóscopo diz.
Um dos personagens que eu pensei de inicio que não teria muita aparição no livro é o Viny. Mas o cara irá mudar a historia e será importante em outros pontos também.


Tá legal, parte de mim - aquela parte idiota e romântica que acredita em finais felizes e que chocolate diet não engorda - quis acreditar nele.
Me surpreendi e amei demais o livro por um aspecto que nem todos tem, o fato de que quando você pensa que será de uma forma, ou que ela ficara com aquele cara. A autora te surpreende  mostrando que sua dedução está errada.
Me apaixonei pelo casal que ela fez, e os momentos  entre eles serem fofos e divertidos.


Os amigos são o muro de arrimo na reconstrução de um coração estilhaçado.
A coluna de Luna sempre aparece no livro deixando o livro mais incrível e me fazendo ler o meu signo (aquário) e tentando ligar o que dizia com o que eu estava vivendo (risos).
Li as quase 500 paginas em mais ou menos duas semanas.
Um livro maravilhoso na minha opinião, e que em breve irei ler pela segunda vez.
A escrita da Carina é otina, e com certeza irei ler o restante de suas obras.

Ser humano solidário

Ontem a tarde eu estava vendo no noticiário sobre um cantor famoso (cujo nome não me recordo no momento) que estava em um mercado perto de sua casa fazendo compras como todos, até que chegou um moça e pediu uma lata de leite para ele, disposto a ajudar a moça ele comprou essa lata de leite, mas foi parado por um funcionário desse mercado, dizendo que ele não deveria comprar aquilo para aquela mulher, pois ela era uma largada e drogada, o cantor não admitiu aquilo e acabou dando uma grande confusão. Não sei até que ponto suas palavras sobre o que houve foram verdades, mas percebi que grande parte era verdade.
"Fazer o bem, sem ver a quem", uma frase usada por grande maioria, contendo uma grande verdade. Essa moça poderia sim ser um drogada, mas ele quis ajudar sem ver o que ela realmente era ou o que ela iria fazer com aquele leite depois, ele somente quis ajudar uma pessoa que estava precisando. E nisso percebemos que ainda há esperança no ser humano, que não somos só vaidade, mas também somos solidários. 
Muitas pessoas tapam os olhos para não verem o que essas pessoas que pedem ajuda realmente passam, sabendo apenas julgar, deixando o seu lado humano de lado.
Sempre que aparece alguém pedindo uma moeda ou até mesmo um prato de comida, sempre faço o possível para ajudar. 
Na hora de ajudar alguém não devemos olhar pra quem e o que essa pessoa é, apenas ajudar para que o seu coração fique mais em paz, é uma sensação maravilhosa.


Ano novo!

Mais uma vez um ano se passou praticamente voando, algumas pessoas conseguiram realizar suas promessas que fizeram no ano anterior (2015), já outros infelizmente como eu não conseguiu realizar nem metade de tudo o que prometeu (kkk)
Os anos estão se passando sem que se quer sentirmos, na questão do tempo, no ano de 2016 foi um ano difícil para muitos, com as loucuras de seus ídolos e família, mas para outros foi um ano de muito sucesso e desejos realizados (que sorte a deles). Mas desejamos agora que 2017 seja um ano diferente do anterior, com mais sucesso, mais saúde, muito amor, paz e harmonia.
2016 pra mim foi um ano com muitos altos e baixos, no começo comemorei meu aniversario como maior de idade em uma praia com as pessoas que eu amo meu redor. 
Apareceram novas chances de melhoras ao decorrer do ano, que infelizmente não deu tão certo, mas não desistimos ainda. 
Laços foram refeitos e a paz aos poucos foi aumentando em minha casa, houve choros também mas o sorriso era quase que sempre presente em meu rosto. Senti muitas satisfações quando pude ajudar pessoas que precisavam, e isso não tem preço é uma paz muito grande.
Sofri perdas de pessoas próximas, e mesmo assim sendo triste a família continuou mais unida e sempre sorrindo, mesmo a saudade batendo forte no peito.
Pois isso digo para que não esperem que algo triste aconteça para que reúnam suas famílias, aproveitem enquanto estão todos vivos e com saúde e comemorem isso da melhor forma possível.
No meio do ano no mês de julho a alegria foi imensa quando um pequeno serzinho chegou ao mundo, minha sobrinha Eloh nasceu, e mesmo de longe já amávamos demais e não víamos a hora de vê-la pessoalmente . 
No mês de Outubro outro serzinho chegou ao mundo, mais uma sobrinha minha completa alegria chamada Micka, ela está perto de nós e a amamos da mesma forma. Que para quem ver em meu instagram, vera a titia boba que sou.
No final do ano recebemos pessoa em nossa casa, finalmente vimos a pequena Eloh, a casa ficou pequena com tanta gente, o silencio? Nem sabíamos mais o que era isso (kkkk), era coisas de bebê espalhadas por toda a casa, mas o mais importante era que toda a família estava reunida, claro que não estava todos que gostaríamos que estivessem, mas da mesma forma não deixamos de pensar neles um minuto que fosse. 
Meu final de ano foi muito agitado e feliz.
Sei que nem de todos foi da mesma forma, e fico triste por saber isso, pois todos nós merecemos uma bagunça gostosa como essa, esquecer as coisas tristes que passou e celebrar as novas chances que temos nesse novo ano que se iniciou.
Estou escrevendo isso depois de muito tempo, quase fevereiro (kkk) mas infelizmente eu não tive tempo antes.
Então desejo a todos vocês um 2017 diferente do anterior, com muitas alegrias, paz, amor, saúde e seus sonhos sendo realizados!!! 

Se sentirem confortáveis me conte como foi seu ano de 2016. Fiquem a vontade para desabafar sobre o que for.

Ah o amor....

Para muitos o amor é algo que não existe, que ao verem uma pessoa apaixonada ou simplesmente falando de amor pensando o quão malucas essas pessoas são, que se um dia chegarem a sentir um por cento desse amor, será o fim da vida para elas, ou até mesmo fim do mundo.
Já para outros o amor é um dos melhores sentimentos que uma pessoa pode sentir, no mundo. Pois o amor te deixa boba, o céu fica mais azul, o sorriso se alarga tanto que quase não cabe no rosto, suspiros são distribuídos a todo instante. Ao lembar de um pequeno detalhe da pessoa amada tudo fica ainda mais colorido. 
Esse simples sentimento que para muitos é algo aterrorizante e bobo, para os que acreditam e se permitem sentir, é a forma que os mostra o quão vivo estamos.
O quão rápido seu coração consegue bater por minuto, apenas ao se lembrar do nome da pessoa especial.
Amor e paixão: palavras fortes e capazes de deixar uma pessoa maluca. É fogo que se arde sem se ver.
Que ao não ser correspondido é capaz de causar dor terrível, e parte o coração de quem ama, podendo leva-la  a desacreditar em algo que deveria tirar seus pés dos chão, um sonho na realidade.
A amor pode ser felicidade e dor. Mas o melhor sentimento! 

As memorias...



Fui tomada por uma saudade, uma melancolia...
Sinto falta dos sorrisos, confianças, verdades.
Sinto saudade da essência, da razão, do "no fundo, no fundo".
As memorias, mesmo que embaçadas e embaraçosas, permanecem.
Não quero de volta, não.
Mexer no passado é confuso e empoeirado, mas é que da saudade, de vez em quando.
Quando eu penso que poderia ter sido diferente. Mas aprendi que certas coisas não valem mais a pena ter de volta, viram memórias do coração.
- Viviane M.
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger